Quem somos

Não imagino a vida sem cachorros. Foi isso que um dia disse a minha mãe, anos mais tarde ao meu marido e com toda certeza é o que vou ensinar aos meus filhos.

Sempre amei cachorros e eles sempre foram presentes em minha vida, já vivi com grandes e com pequenos.

Desde 2015 temos Bonston Terriers em nossa vida, então passamos a planejar como nossos cães seriam criados. E assim evoluímos para o nosso canil, com bostons terriers que vivem dentro de nossa casa, sendo amados, educados e vistos como parte de nossa família. Optamos por termos poucas ninhadas e estas serem sempre planejadas preservando o padrão da raça tanto no porte quanto no comportamento, nascidas dentro de casa, acompanhadas com nosso suporte e de veterinários de nossa confiança, além de muito respeito e carinho.

Devido ao cuidado e amor que temos aos cães acreditamos que da mesma forma em que um humano escolhe uma raça de cão, um cão também tem o direito de ir para um lar que possa o acolher. Por isso, antes de que uma pessoa possa levar um de nossos cães, fazemos questão de conversar e conhecer a pessoa além de, claro, orientar o possível sobre o Boston Terrier e suas necessidades.

Sobre as associações

A Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC) é a entidade mater da cinofilia nacional. Foi criada como sucessora dos convênios nacionais e internacionais do Brasil Kennel Clube, e tem sede própria no bairro de São Cristóvão, no Rio de Janeiro. É membro federado da Fédération Cynologique Internationale (FCI). É o cartório por nós escolhido para registro de todas as nossas ninhadas.


A Fédération Cynologique Internationale é a Organização Mundial Canina. Inclui 92 membros e parceiros contratados (um membro por país) que emitem seus próprios pedigrees e treinam seus próprios juízes. A FCI garante que os pedigrees e os juízes sejam mutuamente reconhecidos por todos os membros da FCI. A FCI reconhece 344 raças. Cada um deles é a "propriedade" de um país específico. Os países "proprietários" das raças escrevem o padrão dessas raças (descrição detalhada do tipo ideal da raça), em cooperação com as Comissões de Padrões e Ciências da FCI. Esses padrões são a referência para os juízes em shows realizados nos países membros da FCI, mas também para os criadores na tentativa de produzir cães de alta qualidade.

Além disso, cada criador pode solicitar o registro internacional do nome do seu canil através da organização canina nacional.

Olá, em que posso te ajudar?
Powered by